Arquivos do Blog

O Guia Definitivo do Cinema Trash – A Década de 30


Dracula (1931 film)

Image via Wikipedia

Em post anteriores, começamos a estabelecer em dezoito filmes essenciais que inspiraram – e ainda inspiram – a produção dos gêneros que normalmente rotulamos como Trash.

Para ver estas dicas do início do cinema, você pode ir para esse post.

Depois montamos uma linha de tempo em forma de gráfico que nos permite visualizar a produção do início do cinema (ainda amorfa) e como essa produção começou a ramificar nos primeiros gêneros cinematográficos ditos trash. Veja aqui.

Seguindo com nossos posts que querem mostrar a evolução do cinema trash, vamos começar nossas dicas para a década de 30 aonde já podemos ver estilos mais embasados, e portanto mais facilmente definíveis. Os grandes estúdios de Hollywood vão definir todo o horror/terror que virá nas décadas de 30 e 40, deixando para trás o cinema Europeu que sofre com o mal da Alemanha Nazista e a ascensão de Hitler ao poder em 1933.

Os novos recursos do cinema, introduzidos na década de 30 (som, cores, e a morte dos inter-títulos) nos permitem inovações – como os musicais – e a Universal inicia seu famoso ciclo interminável de filmes de Terror, enquanto a Warner bota violência e corrupção na telona com seus filmes de gangsters.

Damos nossos primeiros passos em direção a pornografia, com a nudez de Hedy Lammar no filme suéco Extase.

Vemos também o nascimento da Republic Pictures e seus filmes B de boa qualidade, em especial Westerns. Na Europa um interminável Fritz Lang luta contra a crise com seu Vampiro de Dusseldorf.

Hattie Mcdaniel vence o Óscar na categoria de melhor atriz coadjuvante e torna-se a primeira pessoa de raça negra a vencer um Óscar.

Em meados da década, com a recuperação da crise de 29, temos terreno fértil para a retomada do cinema, que culminará em 1939 que é considerado por críticos um dos melhores anos de todos os tempos para a sétima arte.

Vale lembrar que estas dicas são diárias, e quem me acompanha no Twitter recebe primeiro.

  1. A Idade do Ouro (L’Âge D’Or) (1930) Frenético e surrealista, essa quase parceria de Dali e Bruñel legou imagens inesquecíveis
  2. Drácula (Dracula) (1931) Bela Lugosi como o eterno Drácula das décadas de 30 – 40, com seu sotaque forte e falas marcantes.
  3. Frankenstein (1931) Boris Karloff Inicia sua luta épica com Bela Lugosi sobre quem é o monstro mais icônico do terror.
  4. M, o Vampiro de Dusseldorf (M) (1931) Fritz Lang encontrou a expressão perfeita para medo,demência,e languidez do assassino.
  5. Monstros (Freaks) (1932) Censurado, impactante, único. Uma mulher acusou o filme por sofrer um aborto durante a exibição.
  6. O Vampiro (Vampyr) (1932) Um sombrio espetáculo de morbidez orquestrado pelo genial diretor dinamarquês Carl Theodor Dreyer
  7. Boudu Salvo das Águas (Budu Sauvé des Eaux) (1932) Comédia que ensina como a caridade pode ser inconveniente.
  8. O Fugitivo (I Am a Fugitive from a Chain Gang) (1932) Inicia o estilo presídio. Cria o formato trabalho forçado/Castigo sádico
  9. Zero de Conduta (Zéro de Conduite) (1933) O melhor ficcional anarquista do séc. 20, este filme vê de forma surreal a rebeldia
  10. Terra sem Pão (Las Hurdes) (1933) Crítica cruel de Luis Buñuel, gélida e pungente,mesmo assim, um filme de estranha beleza.
  11. King Kong (1933) O Mais simpático e cativante monstro de 15 metros de altura. Modificou para sempre os efeitos visuais.
  12. It’s a Gift (1934) Politicamente incorreto de uma forma que apenas uma comédia dos 30 pode ser é o melhor filme de W.C.Fields
  13. O Gato Preto (The Black Cat) (1934) Karloff e Bela Lugosi no mesmo filme? SIM! Satanismo, vingança, necrofilia e traição.
  14. O Triunfo da Vontade (Triumph des Willens) (1934) O Mais épico filme de propaganda Nazista. Magistralmente manipulador.
  15. O Testamento do Dr. Mabuse (Das Testament de Dr. Mabuse) (1932) Mesmo com os anteriores é visto como a continuação do vilão.
  16. A Noiva de Frankenstein (Bride of Frankenstein) (1935) Karloff pode desenvolver o monstro de Mary Shelley nesse humor negro.
  17. O Homem Invisível (Invisible Man, The) (1933) James Whale fez um filme com sonorização impecável, ágil e com ritmo veloz.
  18. O Galante Mr. Deeds (Mr. Deeds Goes to Town) (1936) Filme que deu origem ao remake de 2001 com Adam Sandler e Winona Rider
  19. Daqui a Cem Anos (Things to Come) (1936) “Evite áreas onde bombas caíram pois estão infectadas pela Peste dos Errantes.”
Anúncios

Guia Definitivo do Cinema Trash – Influências do início do cinema.


É Galera, agora fazem quase três semanas de dicas pelo meu twitter, e já formamos – em 18 filmes clássicos – o que é a base que construiu toda a pirâmide Trash.

Como referência, vejam as indicações neste post: https://tremyen.wordpress.com/2011/06/28/o-guia-definitivo-do-filme-trash/

Com esses 18 filmes em mente, montei um infográfico com a evolução destes filmes pelo tempo.

Agora, com a pirâmide pronta, podemos seguir em frente. E que venha a década de 30 e o cinema falado! 😉

O Guia Definitivo do Filme Trash – O inicio do cinema e a década de 20.


Cover of "Dr. Jekyll and Mr. Hyde"

Cover of Dr. Jekyll and Mr. Hyde

Olá meus caros e fiéis leitores. Quem já me acompanha no Twitter notou que eu  estou dando dicas de filmes, diáriamente, no meu perfil.

A idéia dessas dicas é formar um guia definitivo da evolução do cinema Trash, desde seus primórdios experimentais (década de 20) até o nosso lixo extraordinário de hoje em dia.

Entretanto, o microblog é ótimo para divulgar coisas, mas péssimo para guardar e pesquisar. Mesmo com um numero irrisório de posts, a procura por “tremyen cinema trash” já está babando.

Então este post servirá como um repositório das dicas que serão dadas no Twitter, e uma expansão do mesmo para quem quiser mais informações.

Primeiro você recebe a dica no Twitter, se você se interessar, ou se por algum motivo você perdeu o Tweet, basta vir aqui e dar um confere no filme indicado.

É isso. Sem mais delongas, segue a lista dos filmes já indicados pelo Twitter:

  1. 27-06-2011 : O Gabinete do Dr. Caligari (Das Kabinett des Doktor Caligari) (1919) Essencial, cria a base do que é chamado cinema de Horror.
  2. 28-06-2011:  A Carruagem Fantásma (Körkarlen) (1921) Filme feito na década de 20 que impressiona com seus efeitos até hoje. Visual único.
  3. 29-06-2011: Within Our Gates (1920) Primeiro filme com um diretor negro do cinema, o que irá culminar no movimento Blackexploitation.
  4. 30-06-2011: Dr. Mabuse (Dr. Mabuse, Der Spieler) (1922) Primeiro arqui-inimigo icônico do cinema, alem de mestre trash dos disfarces.
  5. 01-07-2011: Nosferatu, uma Sinfonia do Terror (Nosferatu, Eine Symphonie) (1922) Segunda melhor adaptação de Bram Stoker mesmo em 1922.
  6. 02-07-2011: Häxan (Häxan) (1923) Documentário Mondo Sueco inspirador da cenografia de O Exorcista e o Massacre da Serra Eletrica.
  7. 03-07-2011: O Fantasma da Ópera (The Phantom of the Opera) (1925) Classico indiscutível do terror. Um exemplo icônico de vilão.
  8. 04-07-2011: Ouro e Maldição (Greed) (1924) Violentamente homicida, abre caminho para o cinema visceral. Violento, Cativante e perturbador
  9. 05-07-2011: Metrópolis (Metropolis) (1927) Clássico da ficção cientifica de Fritz Lang e primeiro épico do gênero.
  10. 06-07-2011: O Monstro do Circo (The Unknown) (1927) Incrível atuação de Lon Chaney, que abdica de seus braços em nome do amor. 😉
  11. 07-07-2011: Um Cão Andaluz (Un Chien Andalou) (1928) Inicia a Parceria histórica de Luis Bunuel e Salvador Dali, primeiro filme Gore.
  12. 08-07-2011: Le Manoir du Diable (O Castelo do Diabo) (1896) Primeiro filme de terror no cinema. Feito por um pai do cinema: George Melies
  13. 09-07-2011: O Médico e o Monstro (Dr. Jekyll and Mr. Hyde)(1920) John Barrymore é o inesquecível personagem de Robert Louis Stevenson
  14. 10-07-2011: O Corcunda de Notre Dame (The Hunchback Of Notre Dame) (1923) A versão mais fiel do clássico de Victor Hugo para o cinema.
  15. 11-07-2011: A Paixão de Joana D’Arc (La Passion de Jeanne D’Arc) (1928) Denso, visceral e lento com abordagem radical da paixão de Joana
  16. 12-07-2011:  Chantagem e Confissão (Blackmail) (1929) Hitchcock ensina o mundo como deve ser um filme falado, o primeiro da inglaterra.
  17. 13-07-2011: Um Homem com uma Câmera (Chelovek S Kinoapparatom) (1929) Pode ser considerado o primeiro filme com estética independente.
  18. 14-07-2011: Viagem à Lua (Le Voyage Dans La Lune) (1902) Primeiro filme de ficção científica gravado. Baseado na obra de Julio Verne.
%d blogueiros gostam disto: