Recordar é Viver.


A Copa União de 87 organizada pelo Clube dos 13 foi recorde de audiência e teve público médio de 20.877 pagantes, o segundo maior da história do campeonato nacional.

Em dezembro de 1987, a CBF anunciou a tabela do quadrangular, que seria disputado em turno e returno. Alegando que o regulamento foi alterado à revelia do Clube dos 13, Flamengo e Internacional se recusaram a disputar com o apoio do Clube dos 13 e do seu então presidente, Carlos Miguel Aidar (que também presidia o São Paulo Futebol Clube na época). Com isso Sport e Guarani disputaram o quadrangular, vencendo os jogos contra Flamengo e Internacional por WO.

A CBF acabou declarando o Sport como Campeão Brasileiro de 1987, enquanto o Clube dos 13, o Conselho Arbitral e o CND fez o mesmo com o Flamengo.

A CBF proclamou Sport e Guarani, respectivamente campeão e vice daquele ano, como representantes do Brasil na Taça Libertadores da América. Tendo o caso sido levado à justiça comum, esta, em processo cuja decisão já se tornou definitiva (sem possibilidade de recurso), deu ganho de causa ao Sport Club do Recife. É possível, ainda, encontrar no site da FIFA em espaço destinado ao Flamengo (http://www.fifa.com/classicfootball/clubs/club=44132/index.html) a confirmação de que o mesmo possui 5 títulos brasileiros, além de deter a Copa União (Módulo verde) do ano de 1987, confirmando assim os decretos da CBF que é motivo de polêmica até hoje.

É isso,

[]s,

Manel.

Anúncios

Sobre tremyen

Sou um milhonário exótico que curte falar besteiras pela internet.

Publicado em 19/04/2010, em Futebol, Tudão e marcado como , , . Adicione o link aos favoritos. 8 Comentários.

  1. Para variar, a história pela metade. Mas o que esperar de um vascaíno?

    O que me impressiona é que nego engole essa historinha.

    Ou a merda da inveja? Faça como o SPFC, corroa de hipocrisia.

    • Hahaha, eu sei que o Flamenguista em geral não curte muito seguir a lei, mas é sempre bom citar :

      “Tendo o caso sido levado à justiça comum, esta, em processo cuja decisão já se tornou definitiva (sem possibilidade de recurso), deu ganho de causa ao Sport Club do Recife.”

      Alem do mais, que parte da história eu deixei de contar? Me conta que eu quero saber. 😎

  2. Pois é… Justiça comum em esportes, totalmente nonsense. Faça uma simples analogia: É que nem um time processar um juíz quando ele interpreta um impedimento errado e faz com que o Clube A seja eliminado pelo Clube B em uma decisão. Ridículo, mas acontece. Caso você não saiba, o Conselho Nacional de Desportos deu o título ao Flamengo, mas a justiça COMUM, a mesma que coloca (ou deveria colocar) criminosos na cadeia, decidiu que o Sport era o campeão. sério, é o mesmo que colocar um Desembargador de árbitro e promotores de bandeirinhas. Uma bazófia digna de um esquete do Monty Python.

    Mas, te respondendo preciso falar do Brasileiro de 86 antes do de 87.

    Poucas pessoas lembram/sabem – assim como você, meu querido amigo ignorante – que em 86 a CBF fez uma politicagem tamanha e incorporou 80 (isso mesmo, OITENTA) times no campeonato nacional. Isso deve-se porque eles pegaram TODAS as federações e unificaram todas as divisões. Um absurdo não é?

    Mas resumindo essa palhaçada – ops, campeonato – de 86, eram 8 grupos com 10 times cada, passando para a segunda fase os 7 melhores dos 4 primeiros grupos e os 4 melhores dos demais grupos (o que hoje seriam a série C e D). Com um campeonato confuso, o Joinville ganhou no tapetão uns pontos para passar e o Vasco (seu querido time) iria ficar de fora. O CND deu os pontos ao Joinville pois um time qualquer tinha um jogador dopado. Aí o que fez seu ex-presidente? Apelou no STJD e ganhou o direito de jogar também. Um absurdo, afinal o Vasco tinha sido incompetente para ganhar os pontos em campo para ser superior ao ótimo time do interior. E para completar, a CBF quis derrubvar a Portuguesa paulista (um problema com arrecadação num jogo), para deixar o Vasco entrar na disputa. Isso tudo porque o Vasco é um time de torcida grande. Grande CBF, justíssima! Mas aí a Federação Paulista disse que iria boicotar e aí em um grande ato de inteligência (ou peido molhado), houve a grande sacada da CBF! Bota todo mundo. Opa, mas peraí, se passavam 7×4+4=32. Mas, com o Vasco tendo que ser aceito, seriam 33. Como fazer uma tabela com número ímpar? Simples, chama mais 3! Um tal de Sobradinho, o Santa Cruz e o Náutico. Que beleza não? Mas a parada não termina aí! Após essa zona toda, a CBF aceitou fazer com que o campeonato classificasse os 24 primeiros dos 4o e bláu que jogaram os primeiros módulos. Daí, Botafogo e Coritiba ficariam de fora da primeira divisão de 87. Bonito, né?

    Agora, enfim, 1987. A CBF pediu arrego e disse que não tinha grana e muito menos logística para fazer o brasileiro. Então o Aidar (presidente do SPFC) que havia acabado de fundar o clube dos 13 com os maiores do Brasil, iria fazer um campeonato com 16 times. ou seja, 13 grandes mais 3 convidados que tinham torcida. Obviamente, muito time pequeno ficou doído (leia aí: Sport, Bangu, América-RJ, Guarani e cia) e chiou à balde na falida CBF. E aí, a CBF às pressas voltou atrás nas vésperas do campeonato, que já tinha calendário, patrocínio e tudo mais, e recorreu à FIFA falando: Sr. Havelange, eu desisti de não fazer o Brasileiro, deixa aê? A FIFA (Havelange) como um grande senhor Feudal, deu aval para a CBF.

    Obviamente, como o clube dos 13 não é bobo, aceitou o regulamento de merda, que era cruzar a séria A com a séria B – sim eu sei que vão dizer que Guarani e América eram da primeira divisão e tal, mas paciência pois o Mequinha pipocou mesmo e não disputou o campeonato e o Guarani, talvez seja o injustiçado. Mas é que nem o São Caetano, chegou a uma final e achava que era time grande, convenhamos, né? E considero o erro maior do Clube dos 13 na época é ter deixado o Guarani de fora, chamando o Náutico no lugar. E depois, ter aceitado o acordo querendo descumprir depois- contando que no fim todo mundo iria aceitar votar contra o atual regulamento na segunda fase, mudando-o. Mas para issio, precisaria ser unânime, que aí nem a CBF/FIFA poderiam vetar. Mas, para variar, O dr. Eurico foi contra, fez uso do apoio do Eduardo Vianna Caixa D’água e convenceu o Fluminense que convence o Sport. Daí, 29 times foram a favor.

    Obviamente, o Flamengo cumpriu o que o Clube dos 13 tinha dito, assim como o Internacional. Ambos não foram e deu no que deu, CND disse que o Flamengo era tetra, a justiça comum, num apelo mimado do Sport, time de segunda divisão, ficou a favor dos caras.

    Aí eu te digo: O Flamengo foi a favor do que se propôs o Clube dos 13 desde o início. O Vasco com o efadonho Eurico traiu o pessoal e arrastou o Fluminense (não estranhem, o Havelange é tricolor assumido) e o Sport que era timinho querendo ser grande. Portanto, não tem o que discutir: O Flamengo ganhou em campo o campeonato, contra os melhores times do Brasil. O Sport ganhou no tapetão, como muita gente faz, como o próprio título do Vasco em 2000, que veio de outra lambança enorme da CBF por ter deixado o Botafogo (de novo) não cair no tapetão em 99. Como quem caíria seria o Gama, ele processoua CBF e a impediu de fazer o campeonato de 2000, que foi chamado de… COPA JOÃO HAVELANGE. Pense um pouco Manel, se o Flamengo é apenas campeão da Copa União e não do Brasileirão de 87, o Vasco é apenas Tri e campeão da João Havelange. Dá na mesma, teve injustiça igual na subida de clube que era segundona (Botafogo, de NOVO! e o Fluminense). Mas já sei o que você vai dizer… A CBF homologou o título do Vasco e com isso outra aberração que foi o Campeonato de 2000 tá valendo…

    Mas eu digo: O Vasco ganhou em campo contra os melhores. E é campeão do Brasileiro de 2000. Assim como Flamengo ganhou em campo o campeonato de 87. Foda-se o que um desembargador acha. O que interessa é o resultado de campo. se futebol se jogasse fora de campo, o advogado do O.J. Simpson seria o Pelé.

    • O Caso da João Havelange é totalmente diferente do campeonato de 87. Na final da copa João Havelange – na qual o Vasco estava presente, mesmo contra um time dito “menor” – ocorreu um trágico acidente onde as principais vitmas foram os próprios Vascaínos. Qualquer coisa diferente disso é teoria da conspiração.

      Alem disso, desde o inicio (regulamento assinado mais uma vez por todos os clubes) todos sabiam que a João Havelange seria considerado o Campeonato Brasileiro deste ano, afinal o Campeonato Brasileiro foi embargado pela justiça comum (se não me engano pelo Gama), que todo mundo tem que obdecer, menos os criminosos e os Flamenguistas (o que dá quase na mesma).

      No mais, quem manda nessa merda de país ainda é a Justiça, e a Justiça diz que o titulo é do Sport, então Ghunter, cuidado porque o presidente do Sport Club Recife agora pode te processar, assim como ele pode processar a CBF e a FIFA se elas quiserem dar esse titulo ao Flamengo.

      PS: A João Havelange nunca foi questionada na Justiça.

      []s,

  3. Você leu o que escrevi? Como que o Clube dos 13 poderia voltar atrás após meses de tudo estar confirmado e contratos assinados com TV e outros patrocinadores? Mas se não assinam, a FIFA corta todo mundo. Sinuca de bico… Por quê? Porque infelizmente nosso país ainda vive na era do coronelismo.

    Enfim. Volto a falar que futebol se ganha em campo, se não o Pelé seria juíz do Supremo Tribunal.

  4. O Flamengo tem 6 títulos brasileiros: 5 Brasileiros e uma Copa União.
    O Vasco tem 4 títulos brasileiros: 3 Brasileiros e uma Copa João Havelange.
    O Sport tem 1 título: Copa União.

    Que diferença faz? O Flamengo ainda sim é maior que todos, hoje em dia perdendo apenas para o São Paulo em títulos.

    É claro que temos que seguir o que a CBF manda afinal essa venerável entidade com totais créditos é que a subiu o Fluminense N vezes para a primeira divisão, a que levou uma pessoa que nunca foi técnico na vida para uma Copa do Mundo…

    • O vencedor da Copa União foi o Sport, conforme julgado em processo pela justiça comum.
      O Flamengo não pode se dizer campeão da Copa União, pois ouve um processo legal já resolvido em todas as instâncias, tramitado e julgado, sem possiveis recursos, que dá esse título ao Sport Clube Recife.

      Vejam os comentários abaixo, onde existe um link para o processo.

      Esse é o exemplo que o Flamengo dá para seus pequenos torcedores, que crescem sem respeitar a lei e depois acham que podem cometer crimes como, por exemplo:

      1. Esquartejar uma mulher e jogar para os cães comerem.
      2. Lavar dinheiro para o narcotráfico
      3. Fazer festas escoltados por fuzis e armas ilegais, dentro de uma boca de fumo.
      4. Incentivar e financiar a prostituição.
      5. Formação de quadrilha.
      6. Comer o Macarrão.

      É isso.
      []s,

      • Não senhor. O Flamengo é o Campeão da Copa União (módulo verde), que foi o campeonato do clube dos 13.

        O Sport é campeão do módulo amarelo, cuja taça chama-se Copa Brasil.

        Antes de ficar cagando cheiroso Manel, ao menos se dê o trabalho de ler em alguma fonte confiável antes.

        E foda-se, como disse antes, se futebol fosse ganho no tribunal, o advogado do OJ Simpsom seria campeão do mundo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: